APJ
19/09/16 13:43 - Americana

Campanha por doação de sangue tem baixa adesão

Cerca de 25 bolsas foram coletadas, quando a expectativa da equipe médica era de que pelo menos 40 bolsas fossem para o estoque

Apesar de funcionamento em horário especial neste sábado, Banco de Sangue do HM teve baixa adesão de doadores

A campanha para doação de sangue que aconteceu neste sábado (17) em Americana teve baixa adesão. Cerca de 25 bolsas foram coletadas, quando a expectativa da equipe médica era de que pelo menos 40 bolsas fossem para o estoque do Banco de Sangue do Hospital Municipal Doutor Waldemar Tebaldi.

A última ação de coleta em horário especial, no dia 27 de agosto, recebeu mais de 80 doadores e gerou filas de até 2h30 de espera.

Desta vez, para minimizar o transtorno, a Secretaria de Saúde avisou previamente que 60 senhas seriam distribuídas e a prioridade seriam as coletas de sangue tipo A e O, positivo e negativo, tipagens que estavam em níveis mais críticos.

A técnica de enfermagem Daniela Coitin de Paula, por exemplo, descobriu apenas durante a doação que faz parte do grupo de pessoas com sangue tipo O, variedade considerada rara e importantíssima, já que o tipo é conhecido por ser um doador universal, portanto, compatível com o organismo de qualquer pessoa.

“Uma amiga minha trabalha no banco, avisou que teria horário especial neste sábado e pediu para eu viesse. Depois da doação que descobri que sou O”, contou a técnica. Entre cadastro e coleta, os voluntários precisaram aguardar menos de 30 minutos para finalizar o procedimento.

“Foi bem rápido, tinha apenas umas três pessoas na minha frente”, explicou Daniela. Os atendimentos foram feitos entre 8h e 11h30.

Apesar da quantidade baixa de coletas, a ação no sábado rendeu ao menos o dobro de bolsas que são estocadas por dia. De acordo com as funcionárias do banco, durante a semana, menos de dez bolsas são coletadas diariamente.

A intenção da campanha durante este final de semana seria a manutenção do estoque, um esforço que a equipe do hospital vem fazendo para que o nível de bolsas não caia mais para pontos considerados críticos, situação que vem se repetindo nos últimos meses.

As bolsas de sangue são utilizadas no atendimento a vítimas de acidentes graves, pequenas ou grandes cirurgias e pacientes com doenças como leucemia e câncer.

Contexto Paulista