APJ
15/09/16 14:07 - Sorocaba

Sorocaba segunda melhor cidade para dirigir

Larissa Pessoa

Sorocaba aparece em 2º lugar no ranking das 15 melhores cidades brasileiras para se dirigir, segundo o aplicativo de trânsito e navegação Waze. Os motoristas sorocabanos entrevistados pelo Cruzeiro do Sul, porém, discordam da pesquisa e apontam a falta de educação e a não utilização da seta como os principais problemas que fazem dos deslocamentos diários um período estressante.


A pesquisa considera os municípios com mais de 20 mil usuários ativos por mês no aplicativo e o cálculo envolve uma série de indicadores para mostrar em quais países e cidades os motoristas se sentem melhor enquanto dirigem. O estudo analisa a experiência de condução de milhões de usuários em 38 países e 235 cidades. Segundo o Waze, Sorocaba está à frente de Campinas, Brasília e Goiânia, por exemplo e perde em qualidade apenas para o município de Volta Redonda, no Rio de Janeiro.


O índice de satisfação medido pelo Waze utiliza seis medidores. São eles: nível de densidade e severidade do trânsito; segurança das vias; qualidade das vias e infraestrutura; serviços ao motorista; fator econômico e social (acesso a carros e variação no preço do combustível); e medição de quão boa é a rede de usuários do Waze no local. Entre estes indicadores, os três primeiros ganham peso maior na conta, segundo o aplicativo. A lista de países mais bem avaliados é encabeçada pela Holanda, seguida da França e dos Estados Unidos. O Brasil, por sua vez, ocupa a 20ª colocação no ranking de países. Na América Latina, o Brasil está em 3º lugar, atrás de Porto Rico e Argentina.

Insatisfação

Dirigir pelas ruas de Sorocaba, afirma o vendedor Marcos Bronca, 27, é um desafio e um teste de paciência, pois, segundo ele, embora as vias sejam bem sinalizadas, os motoristas deixam a desejar por não terem o costume de utilizar as setas e os retrovisores. "Eu também acho que as autoescolas não preparam bem as pessoas." Usuária do Weze, a consultora de beleza Cristiane Santiago, 32, estranhou o resultado da pesquisa realizada pelo aplicativo e garantiu que, além da falta de educação, a fluidez do trânsito em Sorocaba também é ruim. "Dirigem acima do limite permitido e ninguém respeita ninguém", analisa.


O analista fiscal Maurício Rodrigues Campestrini, 26, afirma que no horário de pico Sorocaba começa a apresentar sinais de congestionamento, como na capital paulista e o desrespeito às leis de trânsito é recorrente. Já o aposentado Tirone do Carmo, 78, diz que o principal problema nos deslocamentos está na falta de educação da população. "Quando estou dirigindo, sou gentil e dou preferência, mas isso é raro. Não acredito que seja uma cidade tão boa assim para dirigir", conta.


Entre as vias com trânsito mais intenso e estressante, segundo os entrevistados, estão as avenidas São Paulo e Eng. Carlos Reinaldo Mendes, na zona leste; a avenida Independência nos horários de pico, na zona industrial; avenidas Itavuvu e Ipanema, na zona norte; avenida General Carneiro, na zona oeste e Barão de Tatuí e Antônio Carlos Comitre, na zona Sul. As ruas da região central também foram apontadas como de difícil circulação, assim como a avenida Dom Aguirre.

Contexto Paulista